Chewing Gum – 1ª Temporada (Crítica)

Na maioria das vezes a ‘netflix‘ acaba não investindo tanto em séries do quesito humor, mas quando resolve contribuir para essa categoria, “nasce” coisas como: a divertida e animada Chewing Gum, um seriado diversificado de tudo que você já viu.

Imagem relacionada

A série relata a história de Tracey Gordon (Michaela Coel) que sempre viveu em um núcleo cujo família é extremamente cristã, questão que impossibilita a protagonista de fazer tudo que vem a sua mente, até mesmo perder sua virgindade.

Com o passar do tempo Sra. Gordon cansa de sua pacata vida no conjunto habitacional onde vive e resolve perder sua virgindade, a partir dai o seriado começa a tomar “grandes” rumos. Sua primeira tentativa de manter relações sexuais foi com seu noivo Ronald (John McMillan) cristão de carteirinha que pretende manter sua castidade até o casamento, como já era de se esperar, Tracey não obteve sucesso nessa tentativa.

Resultado de imagem para chewing gum serie netflix

Após descobrir o “segredo” de seu noivo, Tracey resolve romper todas as barreiras de sua religião, se apaixonando por seu vizinho Connor (Robert Lonsdale) um cara solitário, desempregado, que ainda mora com sua mãe, mas nada disso impede que a protagonista faça outra tentativa para perder sua virgindade.

Com tudo a série britânica não foca apenas nas ambições de Tracey, mas também dá espaço a grandes ‘conflitos’ sobre machismo, racismo, intolerância religiosa, xenofobia, e muitos outros. O que consequentemente proporciona ao seriado momentos nostálgicos de reflexão, “forçando” o público a pensar sobre tais problemas sociais.

Assista ao Trailer

Chewing Gum é um seriado sincero que mostra tudo que é proposto em sua sinopse, a protagonista pode parecer inocente, mas é isso que a torna forte ao longo dos episódios. Ver como ela lida com tantas situações embaraçosas e até mesmo o bullying, é surreal, trazendo isso de forma honesta a série consegue ganhar o coração de cada um que à assiste.

Assistir todo o enredo dá série na visão de uma mulher negra, faz com que isso se torne algo especial e único já que não vemos muito isso por ai. Chewing Gum é um dos poucos seriados que “abraça” personagens negros, latinos, brancos, héteros, gays, magros, gordos, por serem quem são e nada mais.

A série possui uma grande variedade de personagens secundários, que na maioria das cenas chamam a atenção facilmente. Cada um consegue deixar claro o por que de estar ali, sem medo de ser feliz ou ser jugado pela sua maneira de pensar. Isso tudo só torna o seriado mais especial do que já é.

Imagem relacionada

Com sua primeira temporada a série ganhou o BAFTA por “melhor performance feminina em comédia e revelação para TV“, mas, infelizmente o seriado foi cancelado em seu 2º ano. Michaela Coel atriz que interpretava Tracey, estava muito sobrecarregada, pois, além de atuar ela, roteirizava os episódios e os dirigia. Porém, Coel não descartou uma possível volta dá série em 2018.

Resultado de imagem para tracey gordon

 

Recomendo fortemente que vocês assistam a essa série, você vai se surpreender, companha ou já acompanhou esse seriado ? Conta ai nos comentários!

Tem alguma sugestão ? Entre em contato com a gente por meio da nossa página do FacebookSaga Das Musicas

Nota: 6,7/10

Comenta ai :]

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.