One Man Guy – Michael Barakiva (Resenha)

Romances tem um papel muito importante na sociedade, seja construir um ideal fictício de relacionamento, nos iludir com tanta fofura (sendo que na vida real nunca é igual aos livros), criar estereótipos de personagens perfeitos ou imperfeitos de mais, ou até mesmo aquecer os nossos corações, nos dando a esperança de que algum dia em nossas vidas poderemos viver tudo aquilo com alguém especial.Imagem relacionadaOne Man Guy vai abordar a vida de Alek, um jovem que está descobrindo sua sexualidade aos poucos. Sua vida é uma rotina bem frustrante… da escola pra casa, visitas constante à casa de sua única amiga, Becky, e ainda precisa estar em contato constante com sua religião armênia. Tudo muda quando Alek conhece Ethan, um garoto bem diferente dele, com roupas legais, um estilo bem louco e um estilo de vida bem diferente do que Alek está acostumado. Ambos os garotos começam a construir uma amizade, que mais tarde se transforma em algo mais forte.

Resultado de imagem para one man guy livro
Foto do blog “Entre Linhas”.

O diferencial da história é que a homossexualidade de Alek não é tratada como tabu. O garoto vai se alto descobrindo e se aceitando da maneira que é, deixando espaço para que o amor entre os protagonistas seja realmente o foco do livro, mostrando que quando duas pessoas se gostam, não há nada que possa separá-los. O livro também abre muita discussão sobre a religião Armênia, citando alguns fatos e curiosidades sobre as crenças da família de Alek.

O nome do livro foi inspirado na música “One Man Guy“, da banda Rufus Wainwright, que é bem presente na trama. Várias de suas canções viram tema do relacionamento de Alek e Ethan, inclusive há um capítulo dedicado a um show da banda, no qual os dois vão juntos.

É um livro bem interessante, a única coisa que não me agradou na trama foi o fato de não haver uma discussão direta sobre a homofobia, ou como sua religião entraria nisso, nem um único diálogo sobre os cuidados que o garoto precisa tomar para viver em uma sociedade homofóbica. Fora isso, o livro é bem divertido e de certa forma muito fofo também.

Nota: 4/5.

Leia online AQUI!

Compre AQUI!

2 comentários sobre “One Man Guy – Michael Barakiva (Resenha)

  1. Aaaaa que texto gostosinho de ler, esse livro está na minha lista tem um tempo, quando conseguir comprar a versão física vou devorar bem rápido, achei engraçado você mencionar que o livro não aborda assuntos comuns do cotidiano homossexual atual, mas talvez isso aconteça devido ao público que esse livro tenta alcançar. Por exemplo, eu amo os livros do David Levithan que fala sobre homossexualidade de uma maneira mais infantil, o engraçado e paradoxo é que devido ao preconceito o público a quem esse livro é destinado só vai ter acesso a ele depois de maior de idade, quando seus problemas e sua identidade já estará lidando com os fatos que você disse faltar no livro.

    Curtido por 1 pessoa

Comenta ai :]

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.