Crítica: Teenage Dream – Katy Perry

Katy Perry estreou há bastante tempo no cenário musical, com seu disco “One Of The Boys” que tem uma pegada bem Pop Rock, meio Avril Lavigne, só que com letras simples e divertidas que deixaram suas músicas com um clima mais leve. Seu segundo disco “Teenage Dream” veio logo em seguida, após a cantora terminar sua turnê para se dedicar inteiramente a produção do disco.

Ler também: “One Of The Boys” – Crítica

Katy.jpg

Aproveitando que ontem, dia 25 de outubro, foi o aniversário de Katy, farei uma pequena resenha sobre um dos álbuns mais importantes de música Pop da década. Aqui, diferente em seu primeiro disco, as músicas estão em uma transição maior entre o Pop Rock e o Dance Pop.

As músicas presentes em “Teenage Dream” brincam com os instrumentais, criando uma conexão maior entre os arranjos junto das composições. No disco há uma mistura muito bem feita dos instrumentos, geralmente guitarra, piano e bateria, com o sintetizador que é presente na maioria das faixas.

A cantora criou um clima único para as suas canções, dando á ela uma marca registrada, que seria o seu poder de cativar as pessoas com a sua voz e as suas músicas. Teenage Dream não é mais um daqueles discos que são repletos de músicas com arranjos aleatórios que não estabelecem uma conexão entre si, mas também não é um trabalho de um estilo só, é um álbum homogêneo com mais altos do que baixos.

Katy Perry usa seu álbum para conversar sobre diversos assuntos, esses que são bem diversos, vai do amor adolescente, a juventude atual, autoaceitação, até a infeliz e triste vida real. Katy constrói uma tracklist que vai se completando e complementando conforme a necessidade emocional da faixa.

Uma das faixas mais intrigantes do Cd talvez seja “Peacock” onde a cantora canta literalmente sobre querer ver o “pavão” de seu companheiro, e aqui no Brasil, onde falamos português, a pronuncia da palavra “peacock” só ajuda a reforçar a ideia da canção.

Ainda há outra canção bem interessante sobre o seu poder como mulher, essa se chama “Circle The Drain“, onde Katy se vê em um relacionamento cansativo, em que seu parceiro simplesmente não supre os seus desejos sexuais, dormindo nas preliminares e tudo, então ela diz que já aturou o bastante e não quer estar por perto quando ele se autodestruir com a sua personalidade fraca e seu caráter duvidoso.

É realmente um álbum hinário e atemporal, mas irei escolher apenas três faixas dele para representa-lo.

California Gulrs, a música que lhe deu a fama de “doceira”. A faixa é bem comercial, feita especialmente para ser um single. Sua letra é bobinha, fala sobre as garotas californianas. Eu gosto bastante dela, pois foi a primeira música da Katy que eu ouvi, na Mix TV ainda.

E.T. – que é uma das canções mais performadas nas turnês da Katy. A música é totalmente sensual, sua letra é sobre um cara que é tão bom de cama que Katy o assemelha com um alienígena, alegando que ele não pode ser deste mundo. Tenho que admitir que eu gosto muito mais do clipe e da melodia da música do que da letra.

Resultado de imagem para teenage dream katy perry photoshoot

Hummingbird Heartbeat, que tem uma pegada bem Pop dos anos 80. A canção possui um instrumental magnífico, com guitarras, bateria e sintetizador. Sua letra é sobre um amor, esse que a faz sentir como nova, fazendo-a querer manter essa relação para sempre.Considerações Finais: É um trabalho atemporal, não é atoa que Katy conseguiu emplacar cinco singles dele de uma só vez no topo das paradas americanas, e mundiais também. O disco é usado de forma coerente, trazendo pautas simples e fáceis de compreender em canções mais simples ainda. A cantora provou que com amor e muita dedicação se pode fazer tudo.

Nota: 4,5/5.

Ouça:

Download:

iTunes
google music

6 comentários sobre “Crítica: Teenage Dream – Katy Perry

  1. Ꮮee and Ꮮarry liked their sixth Ƅirthday party.

    Though they were twins, Mommy and Dɑddy all the time madе certain they everʏ had
    a particular time. And with their birthdays coming in December, Mommy and Dadⅾy also at all times made
    positive their birthdays were particular even though Christmas was proper around the
    corner. Тhe celebration was so enjoyable witһ a clown and caқe and songs and great presentѕ from their aѕsocіates and
    grandparents and uncle and aunts. It glided by so fast but earlier tһan they knew it, everybody had gone home and
    it was time tο clean up and get ready foг bed.

    Curtir

Comenta ai :]

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.