Histórias Cruzadas (Filme – Análise)

O filme “Histórias Cruzadas” (The Help no inglês) aborda o cotidiano e a vida das empregadas negras que viveram em meados de 1960, em Jackson, no Mississípi.

Resultado de imagem para emma stone the help

O enredo mostra como os negros eram explorados e humilhados por seus patrões, que acreditavam até mesmo que era perigoso dividir o banheiro com seus empregados por medo de se contaminar com supostas doenças que só o povo negro tinha. O longa também aborda quase que rapidamente a existência da Ku Klux Klan, organização patriarcal extremista branca que perseguia os negros e os matava.

As protagonistas do longa são Aibileen Clark, interpretada por Viola Davis, e Minny Jackson, interpretada por Octavia Spencer, duas empregadas que cuidam das filhas de suas patroas e ainda fazem todo o serviço doméstico da casa. Suas vidas mudam quando conhecem Eugenia, interpretada por Emma Stone, uma jornalista de família rica que decide escrever um best-seller contando os perrengues que as empregadas negras passavam em seu dia a dia. Eugenia tem a ideia de entrevistar todas as empregadas que puder para conseguir que seu livro seja publicado. A partir dessas histórias, a realidade de Jackson se espalha por todo o mundo, deixando bem nítido o racismo ainda exercido no Mississípi.

Assista ao Trailer

É perceptível e nítido o fato de que a proposta do filme foi mostrar a realidade e a luta dos negros que sofreram, e ainda sofrem muito, ao redor do mundo, vivendo diferentes realidades. É muito importante que filmes desse gênero sejam produzidos e principalmente que batam recordes, para que assim o povo negro esteja integrado cada vez mais dentro da nossa sociedade, que ainda vive em 1960, só que não percebe.

Resultado de imagem para octavia spencer oscar
Octavia Spencer

O filme foi responsável pelo primeiro Óscar à uma mulher negra da história, o que já deveria ter acontecido há muito tempo. E mesmo tendo todas essas considerações, o filme ainda deixa bem claro que o único motivo da luta dos negros ter sido levada à sério, foi a garota branca de classe alta que sentiu o coração pesar ao ver a realidade que as empregadas negras enfrentavam.

Então foi excluído qualquer movimento que os negros tenham levantado, remetendo até mesmo à princesa Isabel, que até hoje, por alguns, é vista como a salvadora dos escravos, mas ninguém sabe que na verdade ela foi pressionada a assinar a lei Áurea.

Resultado de imagem

Tem alguma sugestão ? Entre em contato com a gente por meio da nossa página do FacebookSaga Das Musicas

Espero que tenham gostado do post e dá recomendação ! Já assistiu ? Ainda não ? Então corre pra ver e não esquece de deixar ai nos comentários o que achou.

Comenta ai :]

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.