Whitney: Can I Be Me | Resenha

Em 2012 o mundo perdeu uma das maiores vozes que já existiu na história, que foi datada, claro. Whitney Houston morreu de overdose pelo uso excessivo de drogas, junto do álcool. A cantora deixou uma ferida muito grande no mundo da música e sua falta é sentida até hoje. Resultado de imagem para whitney houston can i be meO documentário, produzido em 2017, mostra uma breve retrospectiva da vida da cantora desde seu nascimento, sua carreira, seu relacionamento com o marido e melhor amiga, e sua morte. O longa mostra, superficialmente, o embranquecimento do estilo musical de Whitney, bem lá no início de sua carreira, quando transformaram sua música em um Pop trash, o que lhe causou muita dor de cabeça dentro da comunidade R&B, tanto que “Can I Be Me” é uma frase que a cantora dizia constantemente para os executivos de sua gravadora, implorando pela oportunidade de fazer um som realmente mais próximo à sua realidade.

Há também muita participação de sua melhor amiga, Robyn Crawford, da qual Whitney não se desgrudava, o que futuramente fez com que desconfiassem da sexualidade da cantora. Robyn foi uma figura muito importante para Whitney, sendo um abrigo para a cantora, quando ela estava mal, mas seu relacionamento foi prejudicado por “Bobby Brown“, que sempre implicava com Robyn. Resultado de imagem para whitney can i be meConsiderações finais: O documentário atinge as expectativas, pincelando um pouco da vida da cantora e mostrando o que a levou à morte, mas, não há tantos relatos de sua carreira profissional, como por exemplo, suas inspirações para os álbuns. O filme “O Guarda Costas” é citado superficialmente, como se não tivesse significado nada na vida da cantora, ou como se sua trilha sonora nem estivesse na lista de 10 maiores vendas da música.

Nota:  ✪✪/10.

Assista ao trailer:

Comenta ai :]

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.