Camila Cabello – CAMILA (Álbum) | Review & Crítica

A interprete de ‘Havana‘ não se deixou abalar com sua saída da girl band Fifth Harmony no ano de 2016 e seguiu em frente, single pós single. Na sexta-feira (12) dessa semana chegou a prateleiras e sites de streamings de todo o mundo, o tão aguardado álbum solo da cantora norte-americana Camila Cabello anteriormente chamado de The Hurting, The Healing, The Loving, hoje autointitulado ‘CAMILA’, o novo projeto veio cheio de baladas e hit’s latinos (como já era esperado!), mas também soube pegar em uma parte sentimental da artista. Confira a seguir:

Camila

Embora Camila tenha tentado expandir sua carreira ainda dentro de Fifth Harmony com trabalhos solos juntamente a Shawn Mendes e Machine Gun Kelly em uma série de duetos bem feitos, sua primeira música solo após saída do grupo, falhou. Crying In The Club tinha todos os ingredientes de um sucesso, mas o único problema é que não representava a serenidade e paciência (verdadeira essência) de Cabello deixando a faixa sem uma assinatura.

Diferente de Crying, a faixa single – Havana, produzida por Frank Dukes em colaboração com o Young Thug acabou dando um up a sua carreira e dominou as paradas. Com uma produção incansável que presta homenagem ao patrimônio cubano de Cabello, estava destinado a ser um sucesso. E, impressionantemente, ainda tem que perder o seu brilho (pois, ainda está no auge). Se tornando uma das canções que definiram o verão passado, além de pegar a segunda posição do Billboard Hot 100.

Imagem relacionada

O segundo single de CamilaNever Be The Same, pode ser tão grande quanto o primeiro, sendo mais um das fantásticas produções de Dukes, essa canção é uma balada fervente para um ex-amante. “De repente, eu sou um demônio e você é tudo o que eu preciso“, ela vai desenvolvendo a faixa distraidamente sobre sintetizadores revestidos de sons suaves.

Never Be The Same, ganhou mais força sendo Impulsionado pelo lançamento de um vídeo-clipe cheio de doçura e uma performance fantástica no The Tonight Show Starring Jimmy Fallon, o single está pronto para ultrapassar as barreiras do mercado da musical, à medida que seu antecessor vai esfriando.

Assista a Apresentação de Camila no Jimmy Fallon

Suas raízes latinas voltam a tona ao som de She Loves Control, terceira faixa do disco. Uma produção ardente de Skrillex e Dukes (que tem crédito em todas as músicas, exceto uma). Sua sonoridade se transforma em hit de verão sensual com guitarra espanhola e uma trombeta de baixo. É um lançamento ousado, ​​mas Camila o carrega com sua confiança. “Diga o que quiser, mas a maneira como ela mata você faz você se sentir vivo. E você sabe que está certo” disserta pela canção, que fala sobre a busca de controle criativo e controle pela própria vida, em meio a novos projetos e desilusões. Mostrando que uma boa maneira de querer viver sua vida, é ter controle de como você faz isso, como você a vive.

Inside Out, quinta faixa do álbum, é quente com uma sonoridade pra lá de tropical. O hino apresenta uma batida de inspiração dos mares com água cristalina junto aos vocais angelicais de Camila. Todo o contexto acaba se preenchendo com uma marimba cintilante e uma bateria fantástica transformando tudo em uma pista de dança perfeita.

Resultado de imagem

Into It, décima faixa do álbum escrita por Ryan Tedder e Justin Tranter. A canção é a música mais madura da setlist. “Eu estou dentro disso. Seja qual for o problema que você está pensando, eu poderia entrar nisso. Eu vejo uma cama king-size na esquina, devemos entrar nela“, ela sutilmente fala ao longa da música junto a uma edição final sedutora de barulhos lentamente produzidos com a intenção de “ousar”. Essa é uma das faixas que está sem dúvidas destinada ao sucesso, ecoando lindamente sua assinatura da canção.

Camila flexiona todas suas forças ao longo de música do projeto. Mas as baladas, Consequences e Something’s Gotta Give, mostram um lado mais introspectivo (pessoal) de sua musicalidade. O primeiro é um destaque, pois ela anseia por momentos mais fáceis com um amante sobre as sombrias e amargas teclas de um piano. “Te amar era sol, seguro e som. Um lugar firme para abaixar minhas defesas. Mas amar você teve consequências“, ela declara.

Ouça Consequences

O sentimento exposto é tão bonito quanto o desgosto resultante ao fim da canção com uma lágrima. Mas são os detalhes que ela foca nas letras que permitem transbordar o verdadeiro poder da lyric. “Perdi um pouco de peso porque não estava comendo“, ela admite com um tom pensativo em meio aos toques sintéticos. A emocionalmente ee fria Something’s Gotta Give é igualmente teatral e impressionante, pois Cabello conta a dor de tentar recuperar um relacionamento passado, que está totalmente quebrando devido consequências do destino.

Ela alcança algo semelhante de seriedade no inicio do álbum. Descrita como uma de suas favoritas do novo projeto, All This Years é uma canção que transpassa níveis de nostalgia sobre correr atrás uma antiga ‘chama’. Complementando com vocais únicos e cordas acústicas, isso vai ecoando como uma saudade do que poderia ter sido bom ou ruim. “Depois de todos esses anos, ainda sinto tudo quando você está perto“, diz a letra.

Imagem relacionada

Um dos truque finais do álbum é a faixa Real Friends expressando um pedido de “amizades leais” sobre cordas meio folk. Chegando parecer quase uma resposta para as tantas perguntas feitas em I Have Questions (que infelizmente não se encontra no álbum), está faixa é a única que permite transparecer um certo shade a suas antigas companheiras de trabalho. “Eu só estou procurando por alguns amigos reais, tudo o que eles fizeram é me decepcionar“, ela anuncia enquanto se distância suavemente dos toques leves da música.

Em contraste e imenso destaque está, In The Dark (nona faixa do álbum) A faixa desconstruí um relação já gasta, fazendo Cabello implorar por clareza, junto a sussurros altamente etéreos ao longo da canção. Ela constrói um coro girando e é outra tentativa de estabelecer uma conexão duradoura e legítima com si própria e seu público alvo. “Você pode descer sem mostrar a pele“, ela declara. Deixando claro que ela está procurando por um tipo diferente de intimidade (talvez algo mais aberto e transparente ? Não sei.)

Falando sobre o álbum em em si, Camila descreveu as músicas desse novo trabalho e disse que possuem certas “lembranças especiais”, pois são faixas emocionais que marcam o fim de um capítulo de sua vida, mas também um recomeço como artista.

Imagem relacionada

Conclusões finais: Autêntico é como esse álbum pode ser descrito, esse novo projeto de Camila está cheio de possíveis sucessos que podem dominar a cena nos próximos meses. Combinando sua marca distintiva de pop meramente popular com um toque latino, Cabello oferece um corpo impressionante de trabalho. A forma de como foi transformado todo esse setlist é totalmente fantástica, um projeto autoral feito somente com a ajuda de alguns colaboradores, é tudo tão sentimental na voz de uma cantora que apenas aos 20 anos consegue passar força, sensibilidade e garra ao soltar sua intimidadora voz. Meus votos são que Camila Cabello vai se tornar uma das cantoras pop mais jovens e bem sucedidas dessa indústria musical, e com o conteúdo que vem mostrando não vai demorar muito para isso.

Curiosidades: A edição exclusiva da Target inclui o remix “Havana“. O Japão também terá o remix junto com “I Have Questions“.

Tem alguma sugestão ? Entre em contato com a gente por meio da nossa página do FacebookSaga Das Musicas

Nota do Álbum: ✪/5

FAÇA DOWNLOAD DE CAMILA, 1º ÁLBUM SOLO DA CANTORA CAMILA CABELLO

google music

iTunes

LINK DRIVE

Imagem relacionada

FAÇA DOWNLOAD FAIXA POR FAIXA

TÍTULO DURAÇÃO
1 3:46
2 2:44
3 2:57
4 3:37
5 3:02
6 2:58
7 3:34
8 3:56
9 3:39
10 2:55
11

Anexo: Se você segue o nosso blog e quer divulgar o seu trabalho ou nos contactar, mande mensagem em nosso e-mail: didasilva123@hotmail.com ! Analisaremos com carinho o seu conteúdo.

3 comentários sobre “Camila Cabello – CAMILA (Álbum) | Review & Crítica

  1. É uma estreia bastante interessante. Embora não tenha dado uma classificação tão alta ao álbum, acho que foi notório o esforço de Cabello em entregar algo com personalidade própria e não apenas uma coleção de músicas feitas para pegar no top 10 da Billboard.
    As minhas preferidas foram quase todas as minimalistas, como Consequences, Real Friends ou Something’s Gotta Give 😁

    Curtido por 1 pessoa

    1. Agradecemos o comentário, a nota vária de acordo com a categoria, por exemplo: Filmes levam de 0 até 10, e Músicas de 0 à 5. Então CAMILA recebeu a maior nota de sua categoria, eu achei o álbum fantástico, não teria como dar menos que o máximo, o esforço da Camila para entregar algo totalmente trabalhado não só pra si própria mais também para os fãs tornou ela ainda mais linda como artista e cantora que é. Minhas 3 faixas favoritas são: Never Be The Same, Something’s Gotta Give e Into it !

      Curtido por 1 pessoa

Comenta ai :]

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.