Livro | Coraline – Neil Gaiman | Resenha

Imagem relacionadaO livro lançado em 2002, que só veio ter reconhecimento no inicio de 2009 por conta do longa metragem “Coraline e o Mundo Secreto“, é outra das tantas narrativas de Neil Gaiman. Eu fiquei, pessoalmente, surpreso com o fato da bizarra animação em stop-motion ter sido inspirada em um livro, então tive simplesmente que ler esta obra e desfrutar de um outro mundo de aventuras.

A obra é um conto de fadas, com uma pitada de terror, que conta a história de Coraline Jones, que acaba que mudar para uma nova casa, essa que antes era uma mansão, mas teve seus cômodos separados para que pudesse virar uma espécie de cortiço cheio de apartamentos alugáveis. Coraline gosta de explorar e, em uma destas explorações, acaba descobrindo uma porta que aparentemente não leva à lugar nenhum, com a passagem coberta por tijolos, entretanto em determinado momento do livro esta porta acaba revelando um corredor que leva à uma casa idêntica à sua, com as mesmas pessoas que se encontram em seu mundo real, porém todas essas pessoas possuem botões no lugar dos olhos. Aparentemente é tudo legal neste novo mundo, mas o preço a se pagar para permanecer lá é bem alto.Imagem relacionadaO livro tem um ritmo bem rápido, os acontecimentos fluem bem naturalmente e bem rapidamente, de uma maneira bem objetiva. A escrita é um pouco infantil, pois o livro é direcionado para crianças, todavia o livro é bem macabro em algumas partes e acaba descrevendo essas partes bem detalhadamente.

Em questão ao filme, os acontecimentos e alguns fatos são bem diferentes. A animação possui licença poética, logo são adicionados alguns personagens a mais e até mesmo algumas cenas que não existem no livro, porém a obra literária consegue ser bem mais bizarra e mais filosófica que o filme, que é nitidamente direcionado para um público infantil, talvez esse que o livro não conseguiu alcançar. Uma chamada para conhecer o liro, etc.

Não há tantas informações sobre a personalidade da protagonista, pois o livro é narrado em terceira pessoa, logo nós não sabemos que tipo de garota é Coraline. Em poucos momentos do livro há uma cena ou outra que mostra a menina mais sentimental, mas isso é bem breve. O gato preto segue sendo o melhor personagem de toda a trama, mesmo que só apareça de vez em quando para dar algumas dicas em formato de enigmas.

O livro é muito curto para uma história tão envolvente e criativa, são apenas 163 páginas. Creio eu que Neil Gaiman poderia facilmente lançar uma continuação para essa história tão complexa que é Coraline, já que algumas pontas ficam um pouco soltas dentro da trama.

Nota: /10.

Compre AQUI!  

Ou Baixe AQUI!

Assista ao trailer do filme:

Comenta ai :]

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.