“Electra Heart”: O controverso disco de Marina & The Diamonds | Crítica

Em 2012 a cantora criou um álbum Pop cheio de letras inteligentes sobre feminismo e a forma banal como as mulheres viviam suas vidas em 1960.

Ao ser pressionada por sua gravadora a lançar um álbum mais Pop, Marina 
 Diamandis pensou em um projeto paralelo chamado “Electra Heart” que na verdade seria um alter-ego para Marina. Então ela lançaria discos como Marina And The Diamonds, mas também lançaria como Electra Heart. Infelizmente seu superior na gravadora não a permitiu continuar com o projeto, então “Electra Heart” virou seu segundo álbum em estúdio. 

Lançado em 27 de Abril do ano de 2012, o álbum conta com mais de 10 produtores diferentes, incluindo a própria Marina. É um projeto que nasceu para dar certo. Sua sonoridade é completamente Pop, mais especificamente um Synthpop eletrônico. É algo bem plastificado, pensando que Marina não é uma estrela Pop, mas um ícone da música Indie. A cantora usa sua vez de maneira muito inteligente em todas as músicas, passeando por regiões  vocais muito interessantes.

Cheio de refrões contagiantes e baladas melancólicas, “Electra Heart” é cheio de hits do início ao fim. E ainda que seja eletrônico, é cheio de instrumentos, como teclado, piano, guitarra elétrica, violão, tem até o uso do dulcimer que é um instrumento de origem peruana, bateria, um conjunto de cordas, etc. 

Durante o tempo que esteve divulgando o álbum, Marina se caracterizou como “Electra”, que é a protagonista de seu álbum. Sua “fantasia” incluía cabelo loiro, roupas típicas dos anos 60 e um coração pintado em sua bochecha.  

Resultado de imagem para electra heart marina and the diamonds

Por mais que suas canções tenham melodias felizes e contagiantes, suas letras carregam uma história obscura e triste. ‘Electra Heart’ é um álbum conceitual que conta a história de uma garota que tem sua história marcada pela má influencia da televisão. 

Electra é uma garota que tinha tudo para ter uma vida feliz, mas acaba tentando viver em uma realidade que não é dela. Tudo começa em sua adolescência, marcada pela primeira faixa “Bubblegum Bitch”. Electra é uma garota má que conquista os corações dos garotos de sua escola, mas no fundo ela não queria ser desta maneira, mas esta acaba sendo sua válvula de escape, por conta de seus problemas familiares, principalmente com o pai. 

Ao se apaixonar por um cara e se casar com ele, já em sua fase adulta (marcada pela faixa “Lies”), Electra percebe que seu relacionamento é uma mentira e que seu marido não a ama. É então que ela propõe viver uma relação de mentira na frente dos outros, mas diz ao seu companheiro que ele pode ir atrás de outras mulheres, se ele atuar junto com ela. 

Após perceber que sua decisão lhe trouxe mais sofrimento, Electra se lamenta da vida que teve, na famosa “Teen Idle”. A personagem sente por não ter vivido uma vida mais feliz, e vê que agora é tarde de mais para voltar no tempo. 

Se analisarmos de forma metafórica as letras aqui presentes, percebemos que elas falam muito sobre a carreira de Marina. Ter de fingir estar realizada com algo só por conta de ser uma figura midiática. Ser forçada a fazer um álbum pop, quando na verdade tinha outros planos. ‘Electra Heart’ fala muito mais do que podemos perceber em uma primeira ouvida. Ainda que não tenha sido um projeto que Marina amou 100%, ela se doou 100% ao projeto e criou uma história bem envolvente, um tanto quanto triste, mas bem inteligente, em meio à música maravilhosas.

Nota: 5/5.

Ouça:

Download. 

2 comentários sobre ““Electra Heart”: O controverso disco de Marina & The Diamonds | Crítica

Comenta ai :]

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.