“…Baby One More Time” | O fantástico debut de Britney Spears | Análise

Relembre o início da carreira musical da nossa fada vocal favorita, Britney Jean Spears. 

Resultado de imagem para britney spears baby one more time album cover

Ainda no século XX, em 12 de Janeiro do ano de 1999 o mundo conhecia a inigualável Britney Spears, de apenas 18 aninhos. A cantora e dançarina estava tentando entrar para um girl group chamado Innosence, então sua mãe tentou ajuda-la, mostrando algumas de suas fitas caseiras, onde Britney cantava algumas músicas de Whitney Houston, para um amigo da família que tinha bons contatos. As fitas passaram por algumas gravadoras, mas foi a Jive Records que fechou contrato com a jovem. 

Você pode se interessar por: “OOPS!…I DID IT AGAIN” | CRÍTICA

O álbum trás uma sonoridade muito característica na época, o Teen Pop, que era visto em artistas como Spice Girls, Christina Aguilera, Backstreet Boys, entre outros. É um derivado de Dance Music, R&B e Hip-Hop. É um álbum bem pra cima, dançante e contagiante, segmentado para a galera adolescente da época. Suas músicas são bem enérgicas e os refrões super explosivos. 

Também tem as baladinhas românticas, que derreteram os corações jovens dos que viveram em 1999. A mais aclamada pelos fãs é icônica “Sometimes”. 

As músicas presentes na tracklist foram compostas por cerca de 13 pessoas, incluindo Max Martin, mas Britney não está entre elas, o que nos leva a entender que o investimento em “…Baby One More Time” foi bem planejado para que o álbum fizesse sucesso, sem que nada desse errado, o que aconteceu. 

A primeira versão do disco, a oficial, conta com dez faixas, sendo uma delas em parceria com Don Phillip. Suas letras são básicas e bobinhas, de uma maneira inocente. Sua maioria fala sobre o estilo de vida adolescente que Britney levava, o que resultou em muita empatia por parte do público, que também vivia àquilo descrito por pela cantora.

Nessa época a mídia era um tanto quanto machista, e tentava adivinhar se Britney era virgem ou não, sugerindo que ela era uma garota muito inocente. 

Dentre os assuntos abordados no álbum, o que mais está em evidência é o romance vivido por jovens colegiais, primeiro amor, o sentimento de maturidade e o simples fato de querer curtir a vida de forma livre. 

‘…Baby One More Time’ chegou a ser indicado em duas categorias no Grammy Awards: “Artista Revelação” e “Melhor álbum Pop”, mas acabou não ganhando em nenhuma das duas.

O disco teve cinco singles, eles “…Baby One More Time”, “(You Drive Me) Crazy”, “Sometimes”, “Born To Make You Happy” e “From the Bottom of My Broken Heart”. Depois foi incluído um cover da música “The Beat Goes On” em uma nova versão do álbum. 

O debut de Britney é nitidamente um dos que mais deu certo. O disco é repleto de músicas super gostosas de ouvir, com uma pegada bem jovial. O fato de Britney não participar das composições transforma o álbum em um produto um pouco plastificado, mas fora isso é um trabalho excelente. 

Nota: 4,5/5.

Ouça: 

Faça o Download

2 comentários sobre ““…Baby One More Time” | O fantástico debut de Britney Spears | Análise

Comenta ai :]

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.