“Derry Girls” é manjada e desinteressante | Crítica

Sitcom irlandesa tenta, mas não convence com seu método genérico de humor

Chegou no catálogo Netflix a série “Derry Girls” que estreou no início do ano e conta com um elenco repleto de adultos que se passam por jovens. Exibida originalmente pela emissora Channel 4, a série tem como roteirista
Lisa McGee.

Sua história se passa nos anos 90 e gira em torno do cotidiano da família e amigos de Erin (Saoirse-Monica), uma jovem que está passando pela fase mais infernal da adolescência, onde precisa tentar se encaixar e ser notada pelos mais diversos grupos. Derry, sua cidade natal e onde vive, é bem sossegada e até um tanto quanto parada, mesmo com uma suspeita de bomba ninguém consegue ficar alarmado neste lugar.

Resultado de imagem para derry girls

Fazendo jus ao nome, a série foca em transmitir o clima da cidade para os telespectadores, logo temos um roteiro recheado de acontecimentos mornos e nada interessantes. Soa como se a roteirista tentasse transformar diálogos familiares em um grande avento, mas no final acaba sendo um porre de qualquer forma.

Para entender como a sitcom funciona, é só imaginar uma cópia branca de “Todo Mundo Odeia o Chris”, só que sem a parte do bullying, do racismo e da graça. Cada grupo de personagens da trama tem seus problemas (o pai da família, por exemplo, tem um problema de relação com o sogro), mas quem acaba se dando mal no final sempre são os adolescentes.

Há alguns pontos bons no enredo, como por exemplo as tiradas rápidas da personagem Michelle (Jamie-Lee) – que de longe é a melhor atriz de toda a série. Clare (Nicola Coughlan) também tem bons momentos na trama, com seus surtos e sua falha missão de não se meter em confusões. Inclusive, seria bem mais interessante se Clare fosse a protagonista, ao invés de Erin, que é completamente sem noção e sem sal.

A série deixa de aproveitar bons personagens, como James (Dylan Llewellyn), que só existe na história para ser constantemente humilhado por todos, e David (Anthony Boyle), que é o grande crush de Erin, mas só tem duas ou três aparições durante todos os seis episódios.

Não acho que “Derry Girls” terá uma segunda temporada, e sinceramente, nem faço questão. A série mistura tudo o que já estamos cansados de ver e consegue ter um resultado bem ruim, só não é pior que “Haters Back Off”.

Nota: 4/10.

Assista ao trailer:

8 comentários sobre ““Derry Girls” é manjada e desinteressante | Crítica

  1. Da pra ver que você não captou o que a série queria passar, pois comparar ela com “Todo Mundo Odeia o Chris”… Oi né?! Não tem nada a ver uma coisa com a outra.

    Ela é ótima: inteligente e muito cômica. Faz você querer saber mais sobre a história da Irlanda do Norte, IRA e os conflitos dessa época. Sem falar da vontade de querer conhecer a região e pegar o sotaque deles.

    Claramente você não entende o humor de “Derry Girls”, “Todo Mundo Odeia o Chris” e inclusive “Haters Back Off”.

    Curtir

    1. Boa tarde, acho que você claramente gostou da série, eu não. Só a terminei para resenhar e ainda por conta dos episódios serem curtos. Achei o roteiro muito chatinho, muito ruim mesmo. Se teve uma mensagem, passou batida por conta das piadas péssimas. Obrigado por ler 🙂

      Curtir

Comenta ai :]

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.