Crítica: Ariana Grande – “Thank U, Next” | A era “Like a Prayer” chega para todos

Em menos de um ano desde seu quarto disco, Ariana Grande lança “Thank U, Next” que promete ser um dos discos mais importantes do ano

Ariana nos prometeu um “Like a Prayer” do R&B, uma vez que a cantora basicamente acelerou um álbum inédito após se separar de seu até então noivo. “Sweetener” é quase o “True Blue”, focado no seu amor com Pete Davidson, e após esse romance chegar ao fim, surge àquela que quebrou recordes: “Thank U, Next”, e dai em diante foi só sucesso.

Lançado nesta sexta-feira (8), o álbum que alcançou o topo do iTunes E.U.A em apenas 5 minutos foi produzido por Andrew “Pop” Wansel, Brian Malik Baptiste, Happy Perez, ILYA, Max Martin, Scootie, Social House & TBHits. Foi lançado pela Universal Republic Records.

Resultado de imagem para thank u, next

“Thank U, Next” é a prova de que Ariana Grande está cada vez mais próxima do R&B e do Hip-Hop. Cheio de rimas e batidas, o álbum tem grandes influências no Lo-Fi, principalmente nas faixas “Needy” e “7 Rings”. Fato que a cantora não está mais utilizando de seus beltings e falsetes de forma exagerada, como costumava a fazer em seus trabalhos mais pops, como “My Everything” e “Dangerous Woman“. Ariana já havia diminuido muito em “Sweetener“, mas desta vez a cantora utiliza de suas técnicas como forma de aperfeiçoar a música, não como algo gratúito.

Ler também: “Imagine” – Análise

“Bloodline” veio para ser a “Side To Side” do disco, com influências do Reggae, tem um ótimo sample feito ao som de Trombeta e Trombone. Outros instrumentos utilizados no álbum, como Saxofone, Baixo, Cello, Bateria e Guitarra, mostram que a cantora resolveu trabalhar à moda antiga, com recursos atuais, mas sem perder a originalidade.

Resultado de imagem para thank u, next ariana grande photoshoot

A cantora participou ativamente de todoas as composições, junto de outros 26 compositores, incluindo algumas de suas amigas citadas em “7 Rings”. Seu álbum conversa sobre diversas coisas diferentes, assim como suas faixas são se conectam melodicamente, suas letras tampouco seguem o mesmo pensamento.

Ler também: “7 Rings” – Análise

Seus destques são “Thank U, Next”, o primeiro single do palbum, e a faixa mais doce que temos aqui, que é basicamente uma carta aberta para todos os seus ex namorados, que Ariana julga serem importantes para seu amadurecimento pessoal.

Ler também: “Thank U, Next” – Análise

“Neddy”, um confessionário onde a cantora assume ser uma pessoa muito carente e difícil de se lidar, e ainda mais difícil de agradar. “Fake Smile” segue a mesma linha. Ariana diz que por mais que sua vida profissional seja as mil maravilhas, ainda é difícil lidar com toda a dor emocional que ela tem.

“Bad Idea” é uma das melhores faixas de todo o disco, tem uma sonoridade bem Dance Pop, o tipo de música que não precisamos ouvir mais de duas vezes para aprendermos a gostar.

“Ghostin” é a balada composta por um conjunto de cordas. Ariana exibe um vocal bem apagado e leve. Seu instrumental é uma versão mais lenta fa faixa “2009” de Mac Miller. Sua letra é uma homenagem ao Rapper, ex namorado de Ariana, que faleceu ano passado.

“In My Head” é uma música também muito interessante, que fala sobre quando criamos uma versão de uma pessoa em nossa cabeça, nos convencendo de que ela é melhor do que realmente aparenta ser.

“Thank U, Next” ainda aborda muitos temas feministas, como em “NASA”, onde Ariana afirma ser o universo que os homens tem medo de explorar, ou “Make Up” que fala abertamente sobre sexo casual com amigos. É interessante enfatizar que Ariana não convidou nenhum outro cantor para colaborar em seu disco e a maioria das faixas são explícitas.

Considerações finais: É um álbum realmente bem melhor do que eu havia pensado que seria. Suas letras são inteligentes, algumas mais que outras, “Imagine” e “NASA” deixaram um pouco a desejar nesse quesito, mas compensaram nas batidas. O som mais Hip-hop pode incomodar alguns fãs de Dance Pop, mas creio que esta é uma chance de conhecer melhor o estilo, e da melhor forma.

É definitivamente um álbum que eu voltarei a ouvir. Ariana Grande provou ser uma verdadeira Pop Star, com toda a sua valentia e coragem, além de ser bem afrontosa e ter muito potencial. “Thank U, Next” merece todo o hype que está tendo.

Nota: 9,5/10.

Ouça:

Ariana Grande – Thank U, Next Download – Baixar Crítica.

Download.

Um comentário sobre “Crítica: Ariana Grande – “Thank U, Next” | A era “Like a Prayer” chega para todos

Comenta ai :]

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.