Crítica: Taylor Swift – “1989” | Indiretas, Reputação e um coração partido

Em meio à muitos dilemas, Taylor Swift deu seu passo definitivo em direção ao mundo Pop, cantando sobre suas fúrias e mágoas

Taylor Swift Download, Baixar músicas Taylor Swift, 1989 download, baixar 1989 taylor swift.

  • Artista: Taylor Swift
  • Álbum: 1989
  • Lançamento: 27/10/2014
  • Gravadora: Big Machine Records

Nota: 7,2/10.

Taylor sabia muito bem o que queria quando resolveu trabalhar com Max Martin. O produtor tem o dom de transformar tudo o que toca em ouro. Ele ja havia trabalhado com a cantora em seu álbum “Red” de 2012 e vendo o sucesso que foi o disco, resolveram trabalhar juntos novamente.

Mostrando que um raio cai sim duas vezes no mesmo lugar, “1989” conseguiu vender surpreendentes 1.287.000 cópias em sua primeira semana. Isso tudo em meio à uma crise de venda de álbuns. Não é atoa que o disco é vencedor de dois Grammy Awards, nas categorias “Álbum do ano” e “Melhor álbum vocal de Pop”.

Taylor Swift saga das músicas

Se desvirtuando um pouco do cenário da música Country, onde Taylor se consolidou como artista, a cantora resolveu adentrar cada vez mais no mercado da música Pop norte-americana. O álbum “Red” foi um divisor de águas, onde Taylor resolveu trabalhar mais em suas influências do Synthpop e da música Dance.

Swift não brinca em serviço, e quando falamos em “álbum Pop” não significa que ela experimentou o estilo, mas mergulhou nele. Em “1989” Taylor se despede do violãozinho dela e passa a trabalhar com sintetizadores. Na verdade se trata de uma gama de isntrumentos, como a guitarra elétrica, baixo, teclados, bateria, tem até um arranjo de cordas, piano (e na verdade tem violão também).

Os vocais da cantora estão realmente bons e não há nada que a mesma não possa repetir ao vivo. A herança vocal que a música Country a deixou é real. Taylor usa sua voz de uma maneira completamente nova, sem aquele adocicado de seus álbuns anteriores e com muito mais potencia, mas sempre respeitando seu limite. O autotune ainda é algo presente e em certos momentos deixa a qualidade do disco um pouco em dúvida, mas no geral tudo funciona sonoramente muito bem.

Resultado de imagem para taylor swift 1989 photoshoot

Sua versão oficial vem com 13 faixas. O disco é aberto com “Welcome To New York”, um Dance Pop bem adocicado, onde Taylor insere seu novo estilo aos seus fãs, junto com a promessa de uma incrível era em sua carreira. A cantora escreveu a música quando se mudou para a cidade de Nova Iorque. É uma ótima faixa para iniciar o álbum.

Entretanto a canção utilizada para fecha-lo é “Clean”, uma balada acompanhada de batidas e vocais melancólicos e um conjunto de cordas. Sua letra fala sobre um antigo amor que vem à tona em sua mente, mas vocês já não tem mais nada. Quebrando totalmente o conceito iniciado pela primeria faixa. A única ligação entre elas é o fato de ambas terem sido escritas em cidades diferentes, pois “Clean” foi escrita em Liberty, Londres.

“Blank Space” é um dos grandes sucessos do disco. Seu clipe já conta com mais de 1 bilhão de visualizações no Youtube. Trata-se de um estrondoso e pesado Synthpop, com batidas fortes e vocais poderosos. Sua letra é uma das mais inteligentes de sua carreira, pois a mostra em situações que a mídia tenta forçar. Na letra ela cria uma personagem louca, ciumenta e mercenária.

“Style” é de longe a melhor faixa do disco. É um Pop explosivo, com acompanhamento de guitarra e um refrão incrível, porém melancólico. Sua letra é um pouco mais do mesmo, sobre um momento pós termino, onde as duas partes tentam se esquecer. O conjunto da obra é ótimo. Rumores dizem que a música foi escrita para Harry Styles, por conta do trecho onde fala “E eu tenho aquela coisa clássica de lábio vermelho que você gosta”.

“Shake It Off” é outro grande sucesso do disco, onde Taylor manda um grande “eu não ligo” para seus haters. A música rebate todas as críticas lançadas em cima da cantora. A música é bem pra cima e muito agitada. Seu clipe conta com mais de 2 bilhões de visualizações no youtube.

“Bad Blood” também fez muito sucesso e seu vídeo-clipe levou o Grammy de clipe do ano. Com influências do Hip-hop, a música serve de indireta para Katy Perry. Taylor e ela tiveram alguns momentos nos bastidores. Um mal entendido por conta de dançarinos fez com que ambas as cantoras parassem de se falar e ainda trocassem farpas na mídia.

“Wildest Dreams” é o auge do disco. Uma triste balada sobre quanto tempo dura um relacionamento hoje em dia. Taylor reflete sobre um românce que já viveu e torce para que seu ex se lembre de como era bom. Tudo isso com um incrível acompanhamento vocal, além do ótimo uso dos instrumentos de cordas.

“This Love” trás uma triste atfosfera dramática, porém muito linda. Uma de minhas músicas favoritas de Taylor. Com sintetizador,violão, bateria e voz, Taylor canta sobre um sentimento muito específico, àquele onde sentimos que afastamos as pessoas de nossas vidas e sobre não querer se contentar com o pouco.

Resultado de imagem para taylor swift grammy

Está mais que claro que “1989” é um de seus melhores trabalhos até então. É um álbum que soube trabalhar muito bem com suas influências. Taylor surpreende com sua resiliência e sua versatilidade. O disco possui uma produção realmente incrível e Taylor realmente mostra seus dotes como compositora.

Como nada é perfeito, não posso deixar de falar sobre a evidente falta de inovação. Max Martin e Taylor fizeram um ótimo trabalho junto da equipe de produtores, mas nem isso foi suficiente para que Taylor Swift obtivesse o título de “inovadora”, ou seja: ela não reinventou a música Pop em nada.

Suas músicas são inteligentes, mas algumas delas parecem ter sido inseridas no disco para encher linguíça, como “I Know Places” e “How You Get The Girl”. Taylor ainda trás muito daquilo que julgamos como algo “manjado”, talvez até um pouco sem personalidade.

Sempre as mesmas canções sobre estar triste por uma experiência amorosa que teve um final trágico ou sobre querer voltar com o ex enjoaram um pouco.

Ainda sim, o fato de ela ter começado a provocar a mídia com suas composições foi um marco nesta década, incentivando outras cantoras, como por exemplo a Ariana Grande, a fazerem o mesmo. A era “Reputation já era certa”.

Ouça:

Taylor Swift – 1989: Download

Um comentário sobre “Crítica: Taylor Swift – “1989” | Indiretas, Reputação e um coração partido

Comenta ai :]

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.