Crítica: Melanie Martinez – Dollhouse (EP)

Melanie Martinez possui uma maneira muito peculiar de transmitir seus sentimentos…

Capa dpo EP "Dollhouse" de Melanie Martinez

Melanie Martinez é um dos poucos exemplos de vencedora do The Voice que conseguiu manter sua carreira de pé após o reality show. A cantora conquistou o público com suas canções, que trazem uma característica infantilizada, mas possuem letras profundas e algumas vezes macabras.

Lançado em Maio de 2014, “Dollhouse” foi seu primeiro EP. Este foi lançado para testar o público e ver se era o momento de trabalhar o conceito mais a fundo. Os singles “Dollhouse” e “Carousel” simplesmente explodiram e então a cantora decidiu continuar essa história, iniciada no EP, em seu álbum “Cry Baby”.

O EP possui uma sonoridade mista. Ao mesmo tempo que suas músicas tem uma sonoridade Pop, próxima do Hip-hop, nenhuma delas é dançante. Melanie foi uma das pioneiras deste estilo, que hoje pode ser comparado ao Lo-fi. O termo que usamos para descrevê-lo é “Indie Pop”.

Melanie Martinez - 2014

“Dollhouse” conta com apenas 4 canções, que fecham redondinhas e são mais que o suficiente para desenvolver um incrível conceito Dark. A primeira é a faixa título. A música fala sobre uma família que se pinta de perfeita socialmente, vivendo como bonecas de plástico e fingindo sentimentos, sendo que por de baixo dos panos há muitos problemas.

“Carousel” vem logo em seguida – esta possui um clima bem parque de diversões de filme de terror – Melanie fala na letra sobre uma relação que caiu na rotina e no qual ela não consegue escapar. A cantora também não tem certeza se é amor, mas sabe que se continuar presa nesse cliclo por muito mais tempo os seus sentimentos serão destruídos.

“Dead To Me” é a terceira faixa, e é uma das melhores de toda a carreira de Melanie. Sua letra satiriza um término, como se o fim desse relacionamento simbolizasse uma morte, e a cantora está no enterro deste sentimento que costumava sentir por seu antigo amante.

” Bittersweet Tragedy” é a faixa que encerra o EP, e possui um arranjo incrivelmente melancólico. Sua letra, como sempre bem potética, fala sobre um amor que tinha tudo para dar certo, mas então Melanie fez as escolhas erradas e acabou marcando a vida desta pessoa de forma negativa.

Melanue Martinez - photoshoot 2014

Não se pode negar o fato de que Melanie é uma compositora incrível. Ainda que eu ache meio brega esse conceito de “música para criança com letra macabra”, “Dollhouse” é um dos melhores EP’s que trabalha um super conceito em apenas 4 músicas.

Ouça (infelizmente este não se encontra no Spotify):

Comenta ai :]

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.