Crítica: “Cry Baby” – Melanie Martinez | A trágica história por trás

Melanie Martinez usou seu álbum “Cry Baby” para contar uma história macabra sobre carência afetiva

Crítica: "Cry Baby" - Melanie Martinez | A história por trás
  • Artista: Melanie Martinez
  • Álbum: Cry Baby
  • Lançamento: 14/08/2015
  • Gravadora: Atlantic Records

Nota: 8/10.

Em 2015 Melanie Martinez conquistou um grande público, em sua maioria adolescentes que se identificaram com seu modo espontâneo e exótico de ser. A cantora lançou a moda do cabelo colorido e dividido ao meio. Suas músicas chamaram muita atenção pela forma infantil como soavam, porém com letras profundas e as vezes um pouco assustadoras.

Após o EP “Dollhouse” Melanie decidiu investir forte em seu álbum de estréia, dando continuidade no conceito apresentado em seu primeiro projeto de estúdio.

Pode-se dizer que Melanie foi uma das pioneiras a investir no Trap e no Lo-Fi de com uma pegada mais Pop, mesmo não sendo a primeira a gravar músicas do estilo musical. Suas músicas são descritas como Pop Alternativo, mas elas tem uma pegada bem Hip-Hop, com muitas batidas e artifícios de mixagem que as fazem soar como canções infantis, tendo como principal característica o som do xilofone, e o mais marcante que é o acordeão em “Carousel”.

Melanie Martinez - Cry Baby photoshoot.

A cantora assume em seu álbum o papel da personagem “Cry Baby”, criada por ela mesma como um pseudônimo, de forma a relatar pontos de sua vida em meio a metáforas fantasiosas, com reviravoltas dignas de uma novela mexicana.

O disco é iniciado com a faixa-título, que conta com uma batida bem alegre e adocidada, porém sua letra é um pouco triste, uma vez que fala sobre Bullying e carência afetiva. Essa é a faixa que insere e nos apresenta a personalidade de Cry Baby.

“Dollhouse” é a segunda música do álbum e conta com um arranjo moldado em Hip-hop. Em sua letra, Cry Baby descreve um pouco de sua família e a forma forçada como se comportam diante de seus vizinhos, sendo que quando as cortinas estão fechadas é tudo uma bagunça, com direito a traição.

“Sippy Cup” segue a mesma vibe de “Dollhouse” referente as batidas em ritmo de Hip-Hop, seus vocais seguem um registro grave da voz de Melanie. Sua letra é bem sombria e fala sobre o assassinato de seu pai, cometido por sua mãe, que está na beira do alcolismo.

“Carousel” insere elementos de circo em seu intrumental Lo-Fi. O acordeão é o mais chamarivo da música. Sua letra, no entando, fala sobre o primeiro amor de Cry Baby. Melanie descreve um relacionamento que está na fase “chove, não molha”, ou seja, não se desenvolve, mas a prende e não a deixa ser livre.

“Alphabet Boy” possui uma construção instrumental muito interessante, mesclando sons de instrumentos de brinquedo com as batidas Pop Lo-fi. Sua letra fala sobre um relacionamento abusivo. Melanie conta sobre esse garoto com quem ela se envolveu, relatando que ele a fazia se sentir intelectualmente inferior.

“Soap” volta com o Hip-Hop em alta, com várias baridas e sons que simulam bolhas de sabão, algo diferencial na música. Melanie descreve aquele momento quando explodimos de raiva e começamos a falar sem freio. É usada uma metáfora que compara suas palavras à água da banheira, que transborda quando ela fala de mais.

A canção é seguida de “Training Wheels”, que funciona como uma continuação para “Alphabet Boy”. Melanie diz ser mais madura do que antes, e fala que já está pronta para ter uma relação casual. Mesmo que ela se machuque, ainda valerá como uma lição de vida.

“Pity Party” é o terceiro grande hit do disco, tanto por seu refrão explosivo, quanto por sua letra engraçada e triste ao mesmo tempo. Melanie descreve uma festa de aniversário da qual ninguém que ela convidou compareceu.

“Tag, You’re It” possui um ritmo bem agradável, que esconde sua letra tenebrosa. Melanie descreve uma perseguição seguida de um sequestro, onde o criminoso ameaça matá-la o tempo todo. Para deixar o clima ainda mais sombrio, é inserida uma musiquinha de carro de sorvete americano no instrumental.

“Milk and Cookies” possui um arranjo mais trabalhado do que as demais. São inseridos violinos em meio às batidas. Sua letra sugere que a personagem Cry Baby matou seu “sequestrador” envenenado, que já nesse ponto podemos interpretar como outro relacionamento abusivo que ela teve em sua vida. Estaria Cry Baby seguindo os passos de sua mãe?

“Pacify Her” continua investindo no Lo-Fi, seu instrumental é bem trabalhado e seu refrão muito bem desenvolvido. A letra mostra Cry Baby em um período mais rebelde de sua vida. A personagem fala sobre uma garota com quem ela não se dá bem, e então decide roubar seu namorado.

“Mr.s Potato Head” é uma canção melancólica, mas com batidas ritmadas. Sua letra é empoderadora e fala sobre a indústria das cirurgias plásticas. Melanie diz que não precisa de mudanças faciais para ser bonita.

O álbum é encerrado com a faixa “Mad Hatter”, que faz alusão ao personagem de “Alice no País das Maravilhas”. É uma canção explosiva e enérgica com um refrão incrível. Sua letra finaliza a história de Cry Baby.. A personagem relata estar fora de si, de maneira a não querer mais se envolver com quem diz ser “normal”. Sua citação mais famosa é “Os normais, eles me deixam com medo”.

Em sua versão Deluxe são inseridas três faixas a mais, sendo elas “Play Date”, “Teddy Bear” e “Cake”, mas elas não entram para a história principal.

Melanie martinez 2015

“Cry Baby” é um conto de fadas trágico e melancólico. Melanie soube muito bem estudar os pontos de sua narrativa de modo a desenvolver seu álbum, dando a quantidade certa de informações. A forma como a cantora explora as vertendes do Pop e Hip-Hop é única e imcomparável. No entando seus refrões ainda ocupam a maior parte de suas músicas, que podem ter trechos bem escritos, mas ainda são muito repetitivas.

Ouça na íntegra:

Comenta ai :]

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.