Análise: One Direction – “Four”

Em novembro de 2014 a boy band britânica, One Direction, quebrava mais alguns recordes enquanto levava suas fãs à loucura. “Four”, assim como o título sugere, é o quarto disco da banda e com o seu lançamento o 1D a banda foi a primeira a ter seus quatro primeiro álbuns em 1° nos Estados Unidos em seu lançamento.

Análise: One Direction - "Four"

Zayn Malik ainda estava presente na formação da banda nessa época e seus vocais são realmente muito importantes para o resultado final, talvez por conta da produção, mas o vocalista realmente tem muito destaque vocal nesse disco.

A banda segue fazendo seu bom e velho Pop Rock, mas com influências mais claras ao Folk e ao Soft rock, com bastante bateria e guitarra. Os instrumentais são carregados e isso é tudo obra dos produtores Julian Bunetta e John Ryan. O selo do disco é o da Columbia Records em parceria com a Syco.

A crítica especializada da época comparou seu trabalho com as canções da banda Journey, famosa nos anos 80. Em geral as críticas foram positivas, elogiando principalmente as composições e o amadurecimento dos membros do One Direction como compositores e cantores.

Todos os membros participam ativamente das composições, não todos ao mesmo tempo, mas cada um dos 5 vocalistas co-escreveram alguma música. Até mesmo o Ed Sheeran está presente na obra, como compositor da faixa “18”, que ao lado de “Girl Almighty” são as únicas faixas que não foram escritas pelos membros da banda. Harry é o que aparece mais na lista de compositores, junto de Louis.

Resultado de imagem para one direction four"

No geral o disco está com uma pegada bem mais próxima do folk, com instrumentais mais elaborados, mas algumas músicas parecem mais descartes de outros álbuns da banda, como é o caso de “Ready To Run”, que soa muito como “Story Of My Life”.

“Steal My Girl” foi o primeiro, e único, single chefe do disco. A canção fala sobre namorar uma garota incrível, muito cobiçada. Seu arranjo soa muito com o Folk que ficou famoso na voz de Jake Bugg e John Mayer. A música estreou na 13° posição nos Estados Unidos, sendo seu maior “fracasso” até então, e não é pra menos já que até o clipe é bem chatinho.

O segundo single promocional foi “Night Changes” , que não alcançou nem o top 20 da Billboard 200. Essa é uma balada romântica, que fala sobre as mudanças repentinas que nos acontecem. O clipe mostra esse conceito provando que as coisas sempre podem piorar.

Acredito que o “Four” tenha sido uma tentativa de mostrar que os membros do 1D não eram apenas jovens alienados que seguiam ordens, então a gravadora os deu um pouco mais de liberdade criativa, e o resultado final não é ruim, mas não agradou tanto o mainstream, apesar de ter mostrado um pouco da personalidade dos cantores.

7/10 – Nota.

Ouça o disco na íntegra:

Comenta ai :]

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.