Lennon Stella – “Three. Two. One.” (Crítica) | O autoconhecimento

Lennon Ray Louise Stella – mais conhecida agora como Lennon Stella, é uma cantora e atriz canadense. Já conhecida pelo grande público por interpretar Maddie Conrad na série de drama musical Nashville e como membro da dupla de irmãs Lennon & Maisy. Até o momento, ela colaborou com vários artistas, incluindo Liam Payne, The Chainsmokers, Meghan Trainor e Sasha Sloan. 

E agora após encontrar o seu local de fala no mundo da música, a artista lançou seu primeiro álbum. Intitulado “Three. Two. One.” – para os íntimos, “Três. Dois. Um.” e promete deixar a industria em fervo com músicas de pop da melhor qualidade!

Ao longo das 13 faixas o álbum parece se encaixar perfeitamente com tudo. O mesmo se incia com um despertar de alguém que está em um relacionamento extremamente tóxico para ambas as partes e se constrói com mensagens de empoderamento e muito garra. E dá fim a todas as histórias inacabadas para ter um novo começo, refletindo principalmente sobre a família, e tudo o que há de bom em estar com seus entes mais queridos durante alguns momentos – criando uma especie de suporte emocional. 

Musicalmente falando, as músicas são viciantes e nos leva para outra dimensão de pensamentos e refúgio. As letras são especificamente autoconscientes, tendo um narrador padrão para cada uma, juntando algumas experiências turbulentas e reformulando suas histórias da maneira mais positiva possível, mesmo quando tem que reconhecer suas próprias falhas.

Lennon Stella on Channeling Chainsmokers' & 5SOS' 'Energy' on ...

A produção ficou a cargo de ótimos produtores, alguns até já são conhecidos do grande público como Joel Little que já trabalhou com Taylor Swift, Lorde e outros. Além de Little, Malay e Sam de Jong também são creditados, o que faz o ouvinte entender que além do talento extraordinário de Lennon ela também teve os melhores com ela para essa entrada na industria.

– “Sou eu que estou me libertando da pressão de expectativas e intimidações anteriores. Três, dois, um, estou mergulhando e fazendo o que me faz bem. O álbum é uma queda livre. Por fim, eu queria que [este álbum] fosse uma introdução honesta, fiel a quem eu sou como ser humano, e espero que as pessoas desenhem paralelos com suas próprias vidas“, diz Lennon sobre o álbum para a apple music.

Lennon Stella Reveals North American Headlining Tour Dates - Sound ...

As cinco faixas de destaque ficam por conta de “Much Too Much”, “Kissing Other People”, “Older Than I Am”, “Jealous” e “Since I Was a Kid”:

Much Too Much é o que da inicio a tudo, essa música fala sobre todo o relacionamento abusivo que cantora estava vivendo, onde a mesma achava que era intenso e profundo de mais, num modo geral. A faixa cresce, e com o olhar de futuro nos revela que a mesma descobriu que aquilo tudo que estava passando foi o mais superficial possível e não valeu tão a pena. A artista se mostra preocupada em deixar aquela situação pra lá e ao mesmo tempo luta para sair disso. Tudo na faixa se baseá no medo de perder, reatar e perder de novo, algo que é profundamente forçado e mentiroso.

Kissing Other People pode ser considerada um recomeço, mostrando que pessoas podem e devem seguir em frente sem culpa, após desilusões amorosas. Essa faixa nos conduz apenas para um caminho – onde queremos ser nos mesmos a todo instante e não deixar momentos do passado interferir no que possa vir a acontecer no presente e futuro. Sua sonoridade é eclética e nos chama pra pista!

Older Than I Am essa nos leva ao mundo das inseguranças, fazendo questionamentos profundos de como conduzir a vida a partir de determinados momentos e deixa no ar se estamos todos amadurecendo mais rápido do que deveríamos, se esquecendo de quem somos ou da onde viemos, (Meu coração viu coisas que eu gostaria que não tivesse, em algum lugar eu perdi um pouco da minha inocência / E eu sinto falta disso, tenho saudade), canta Lennon em seu primeiro verso.

Lennon Stella on Twitter: "april 24th april 24th april 24th april ...

Jeolous fala mais especificamente sobre parar de se cobrar tanto por besterias, a faixa começa nos mostrando a ideia de que é legal seguir em frente e demonstrar isso para seu antigo ‘amor‘ e fazer isso antes que a outra pessoa consiga fazer o mesmo, porém não soa como “estou fazendo ciumes pra você” e sim como: “Eu não estou tentando deixá-lo com ciúmes, estou apenas seguindo em frente e me sentindo bem, e não é uma coisa intencional e calculada para machucá-lo”. Essa se torna uma das maiores sacadas do álbum, sem dúvidas.

Since I Was a Kid é sobre amadurecer sem pender sua essência de quando era apenas uma menina, tentando não se deixar levar por opiniões diversas e sem sentindo. A mesma diz que a vida nos deixa cansado em certo ponto e tenta nos manter afastado disso, puxando todos para o passado e recordando quem somos verdadeiramente.

8,5 / 10 – Nota.

Tem alguma sugestão ? Entre em contato com a gente por meio da nossa página do FacebookSaga Das Musicas

Anexo: Se você segue o nosso blog e quer divulgar o seu trabalho ou nos contactar, mande mensagem em nosso e-mail: didasilva123@hotmail.com! Analisaremos com carinho o seu conteúdo.

Comenta ai :]

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.