“Made in the A.M.” a inevitável despedida de One Direction

Após a inesperada saída do vocalista Zayn Malik da formação original do One Direction, os outros quatro membros da banda resolveram dar o braço a torcer e gravaram seu quinto álbum em estúdio, o famoso “Made In The A.M.”. Os fãs supõe que “A.M.” seja uma mensagem subliminar para “After Malik” (após Malik).

Depois de cinco anos juntos os gatoros que compunham o 1D já não tinham a mesma cabeça de antes, cada um queria uma coisa e eles sentiam que estar em uma banda cujo estilo musical permanecia sempre o mesmo já não era atrativo.

Zayn foi o primeiro a sair, ingressando em uma carreira solo inspirada pelo Pop mainstream da época, com uma pitada de R&B, tendo como principal objetivo mostrar sua extensão vocal e sua capacidade como artista. Bom, ele conseguiu.

Enquanto isso Harry, Niall, Louis e Liam permaneciam trabalhando na banda, compondo seu último disco. “Made In The A.M.” foi lançado em 2015 no mês de novembro, ficando em #1 nos charts do Reino Unido, mas em #2 nos E.U.A. e no geral o álbum coleciona cerca de 6 discos de platina, incluindo nos Estados Unidos, onde superou a marca de um milhão de discos vendidos.

One Direction Released Their Fifth Album, "Made In The A.M.", 3 ...

O álbum exibe uma tracklist bem divertida, ainda que não haja nenhuma novidade em relação ao gênero musical explorado, continua sendo o mesmo Pop Rock de sempre, mantendo-se sempre nesse modelo de: música agitada com potencial pra single, balada romântica, canção com cunho oitentista, outra música agitada, etc.

Parece que esse padrão de álbum é bastante manjado pelos fãs da banda e até por àqueles que ouvem os discos periodicamente, e por isso é estranho ouvir suas músicas solo depois, já que cada um explorou uma sonoridade diferente.

O primeiro single do disco é “Drag Me Down”, uma canção motivada pelo Rock, que foi anunciada em uma data próxima à saída de Zayn da banda, quando ele declarou que queria apenas ser um garoto normal de 22 anos (e depois anunciou sua carreira solo). A letra da música fala sobre ter auto-confiança e saber que ninguém pode impedir seus sonhos e objetivos.

Um dos destaques da obra é o segundo single, “Perfect”, que é uma balada sobre amor, mas não de forma romântica. A música foi composta por Harry e os fãs deduziram ser uma resposta à Taylor Swift, que dedicou a faixa “Style” para ele. Quando perguntado sobre a intenção da letra, e se realmente é para a Taylor Swift, Louis Tomlinson, co-compositor da faixa, se esquivou da pergunta, afirmando que “depende da interpretação”.

O terceiro, e último, single do disco é a faixa “History”, que faz uma reflexão bem legal sobre a tragetória da banda desde o início até seu hiato. Os garotos já sabiam que àquele era o fim e para finalizar essa era com chave de ouro, fizeram uma apresentação no X-Factor, o reality show que deu inicio à suas carreiras.

Pois é, ser a maior boy band do mundo demanda tempo e força de vontade, e aparentemente tudo tem um fim. Harry Styles permanece sendo o ex-membro mais bem sucedido, e os outros rapazes seguem investindo naquilo que acreditam. One Diection foi um grande fenômeno, mas tudo tem seu momento, o deles já passou e agora estão em outra. Feliz 10 anos de One Direction!

Ouça o disco na íntegra:

download

Um comentário sobre ““Made in the A.M.” a inevitável despedida de One Direction

Comenta ai :]

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.