Club Future Nostalgia: Vale a pena ouvir o álbum de Remixes da Dua Lipa?

Nossa fada Dua Lipa conseguiu entregar um dos melhores álbuns do ano, se não o melhor e ponto, mas nada é tão bom que não possa ser melhorado não? Não! Após rumores de que a nossa diva pop estaria trabalhando com Madonna em um remix de “Levitating” os fãs ficaram enlouquecidos, até finalmente ouvir a música remixada pela DJ The Blessed Madonna. A canção é em colaboração com a rapper Missy Elliott.

A galera ficou bem dividida entre “não gostei”, “até que eu gostei” e “xiu, é o conceito”. A música não chega ser ruim, mas o remix em si é bem diferente da canção original, que era a favorita do fandom. Além disso Madonna não aparece no clipe, o que chateou algumas pessoas.

Após uma recepção baixa por parte da fãbase de ambas as cantoras, o álbum remix foi lançado dia 28/08 e com ele vieram 17 faixas. A primeiro momento poucos se pronunciaram em relação a qualidade da obra e qual suas opiniões, quanto consumidores de música, sobre o disco.

Foi quando a nota do Metacritic saiu que começaram a se questionar se ele realmente merecia ser tão aclamado. “Club Future Nostalgia” debutou com nota 92 no site de críticas, superando o álbum original.

A ideia do álbum remix veio da vontade de Dua Lipa de recriá-lo em formato de mixtape, por isso ele tem tantas faixas, seu objetivo é realmente ser bem experimental. Na lista de colaborações temos Madonna, Gwen stefani e Missy Elliott, e na produção foram mais de 10 pessoas envolvidas, cada uma trabalhando em uma faixa diferente, tem até o Mark Ronson envolvido – na faixa “Physical” que é a melhor entre todas as 17.

Após ouvirem o “Club Future Nostalgia” os fãs vieram nas redes sociais reclamar que o álbum é muito barulhento e nada convencional, e por mais que a ideia seja soar como uma balada, para que pudessem dançar e curtir dentro de suas próprias casas, quase nenhuma música atingiu esse objetivo.

O disco é cheio de músicas repetidas, com pouco mais de um minuto de duração, cada uma delas é mixada de uma forma diferente e apesar de se conectarem umas com as outras, em relação ao fim de uma e início da outra, nenhuma conversa entre si. Por mais que seja um álbum para ovuir do começo ao fim, essa acaba sendo uma tarefa bem difícil.

As melhores faixas do álbum remix são “Love Again”, que ficou até melhor que a original, “Levitating”, “Love Is Religion”, “Physical” e “That Kind Of Woman”, são 5 de 17. O melhor desse CD realmente são os memes que fizeram sobre ele, confira alguns:

Comenta ai :]

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.